ARAGUAÍNA-TO: Região de Araguaína terá mais de 50 nascentes recuperadas nos próximos anos

ARAGUAÍNA-TO: Região de Araguaína terá mais de 50 nascentes recuperadas nos próximos anos

Recuperar 50 nascentes na Bacia Hidrográfica do Rio Lontra de Araguaína até o Município de Araguanã. Este é o objetivo da implantação do Projeto Olhos D’Água em Araguaína. Em reunião realizada no último dia 6, o secretário do Meio Ambiente, Júnior Marzola, recebeu na sede da secretaria o vice-presidente do Instituto Ecológica do Tocantins, Divaldo José Rezende, para acertar os últimos detalhes do projeto, que prevê cercamento da área das nascentes e o plantio de mais de 75 mil mudas.

“O projeto prevê a implantação de cercas em um raio de 50 metros no entorno das nascentes e o plantio de 1.000 mudas por nascente, além do monitoramento dessas plantas no período de cinco anos”, informou o secretário Marzola.

O monitoramento será feito pela Organização Não-Governamental Natura Ativa e pela Prefeitura. De acordo com o vice-presidente do instituto, Divaldo Rezende, Araguaína foi escolhida para receber o projeto por já ter infraestrutura e fazer um trabalho estratégico.

“Além do Município ser membro do Comitê das Bacias e um polo de desenvolvimento na região, a visão sustentável da gestão e por ter viveiros apropriados e com estrutura adequada viabilizou o projeto”, afirmou Rezende.

Preservação eficiente

De acordo com Marzola, todas as etapas do projeto foram pensadas para que a preservação das nascentes seja eficiente. “As mudas são de plantas nativas como ipê, angico, aroeira, imbaúba, açaí e jenipapo. Além disso, com o apoio da Prefeitura, a ideia é de que o projeto seja ampliado para as mais de 100 nascentes de Araguaína e sejam produzidos nos próximos três anos mais de um milhão de mudas”.

Além das mudas, serão disponibilizados suporte técnico e materiais de insumos para as plantas, além da irrigação contínua. Quatro viveiros de Araguaína, sendo dois públicos e dois dos parceiros ONG Natura Ativa e Comunidade Vida Nova, estarão em produção das mudas.

Para implantação do projeto, o próximo passo é a apresentação do mapa de identificação das nascentes que necessitam de recuperação, que deverá ser feito até o mês de novembro.

Cidade sustentável

Com projetos empreendedores e que estimulam a consciência ambiental envolvendo a comunidade, a Prefeitura de Araguaína recebeu o Troféu Cidade Sustentável na 1ª Edição do Prêmio Mérito Ambiental, promovido pelo Governo do Estado.

Desde 2013, foi implantado o Ecoponto no Distrito Agroindustrial de Araguaína (Daiara). Mensalmente são retiradas aproximadamente três carretas carregadas de pneus do local. Outro projeto desenvolvido pela Prefeitura é a reutilização dos pneus para a implantação de hortas orgânicas em escolas municipais. 

Além desses projetos, o Município também desenvolve outras ações na parte ambiental, como o trabalho minucioso para catalogar mais de 140 nascentes que estão dentro do perímetro urbano e a despoluição e recuperação dessas nascentes, promovendo também o envolvimento da comunidade na preservação ambiental desses locais e previstos parques e área de preservação ambiental, além do Parque Cimba.

A implantação do Selo Verde para empresas que possuem práticas sustentáveis e a adesão ao Protocolo do Fogo para evitar queimadas também são ações de destaque sustentável na cidade.

PREFEITURA DE ARAGUAÍNA

Rádios online