DIREITO DE RESPOSTA - COLIGAÇÃO UNIDOS SOMOS FORTES (AGUIARNÓPOLIS-TO)

DIREITO DE RESPOSTA - COLIGAÇÃO UNIDOS SOMOS FORTES (AGUIARNÓPOLIS-TO)

DIREITO DE RESPOSTA - COLIGAÇÃO UNIDOS SOMOS FORTES (AGUIARNÓPOLIS-TO)

DIREITO DE RESPOSTA

COLIGAÇÃO “UNIDOS SOMOS FORTES” de Aguiarnópolis-TO

 

CARTA RESPOSTA

Por determinação judicial do Dr. Helder Carvalho Lisboa MM Juiz Eleitoral da Comarca de Tocantinópolis/TO, 9ª Zona Eleitoral, foi deferido o direito de resposta à coligação UNIDOS SOMOS FORTES para eu o JORNAL MOMENTO se retrate quanto à informação contendo fatos inverídicos divulgados anteriormente, esclarecendo aos cidadãos eleitores de Aguiarnópolis/To e região que o Artigo publicado pelo veículo de comunicação é um grande equívoco, tendencioso, inoportuno e vai de encontro com a legislação eleitoral; posto que faz um paralelo entre duas candidaturas, agindo de um lado com a parcimônia e parcialidade em favor da oposição e de outro atribuindo adjetivos pejorativos a atual gestão administrativa gerida pelo candidato da Coligação Requerente.

Quanto as pessoas nominadas no artigo do jornal como sendo parentes ou integrantes da família do prefeito e empregados no município, tal informação fica refutada porque no caso da senhora CRISTIANE BARROS trata-se de servidora concursada no cargo de “Técnica de Enfermagem”, desde 2001, a qual exerce cargo em comissão de Secretária Municipal de Saúde; a jovem ANA CLÁUDIA é concursada no cargo de “Professora”, desde 2001. Em relação aos demais servidores citados no artigo, os mesmos exercem cargos em comissão no Primeiro Escalão da Prefeitura em situação regular e em plena obediência a legislação em vigor, portanto tratando-se de inverdade, mesmo porque o município de Aguiarnópolis/TO é o município mais próximo da Comarca de Tocantinópolis aonde possui Ministério Público Estadual forte e atuante, somado aos órgãos de controle interno, externo e de fiscalização que se movimentam para combater irregularidades ou abusos de poder.

Esclarecemos que o JORNAL MOMENTO faltou com a verdade quando afirmou que a administração gerida pelo atual prefeito de Aguiarnópolis e candidato da Coligação tem problemas com vários processos judiciais, sequer citando o número de tais processos e a fase dos mesmos, assim como deixou de ser imparcial por não ter citado sim os diversos processos judiciais em andamento na Comarca de Tocantinópolis/To, envolvendo a Gestão Administrativa Municipal gerida pelo senhor JOSÉ RUBENS CABRAL e sua irmã GILDETE CABRAL, esta última elogiada e defendida no artigo ora questionado.

O JORNAL MOMENTO agachou-se e fugiu ao seu papel quando deixou de revelar a verdade, especialmente quanto aos cargos ocupados por pessoas da família da candidata a prefeita GILDETE CABRAL quando esta fora vice-prefeita na gestão (2009/2012), isto porque, na gestão administrativa municipal (2009/2012), o prefeito era justamente o senhor JOSÉ RUBENS CABRAL (Zequinha Cabral), irmão da vice prefeita à época e agora candidata a prefeita GILDETE CABRAL (Dete), o sobrinho Roberto Carlos era o Presidente da Câmara à época e hoje candidato a vereador, tendo diversas pessoas da família empregadas no município (a esposa do prefeito e cunhada da vice prefeita, senhora FABÍOLA CABRAL, era a secretária municipal de Administração; além de outras pessoas da família ocupando cargos públicos. Isso o Jornal Momento não buscou informar aos cidadãos aguiarnopolinos e da região. Por que? Qual motivo? Aonde esta a imparcialidade?

 

Rádios online