Secretarias de Saúde e Educação de Tocantinópolis-TO traçam estratégias do Programa Saúde na Escola

Secretarias de Saúde e Educação de Tocantinópolis-TO traçam estratégias do Programa Saúde na Escola

O secretário municipal de Saúde, Jair Aguiar, esteve reunido com a secretária municipal de Educação e Cultura, Cristiane Rosa, na tarde desta sexta-feira (8), para discutir e fortalecer as atividades previstas no PSE (Programa Saúde na Escola), para o ano de 2018. O encontro teve a participação das coordenadoras da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, Elizângela Fernandes e Maria Vandecy, respectivamente.

As tratativas elencadas pelas pastas, buscam traçar estratégias e iniciar o mapeamento das ações a serem desenvolvidas no ano próximo. A maior parte das áreas de atuação já estão sendo contempladas, porém, novas práticas poderão ser implantadas e as já existentes terão reforço. Ampliar a atenção do aluno, numa visão intersetorial, gerando benefícios à família e à sociedade é um dos objetivos do programa.

O encontro além de propor a definição de um cronograma de atividades a serem realizadas pelas unidades escolares, predefiniu a realização de um Concurso de Redação, onde os educandos terão a missão de produzir um texto sobre o Aedes aegypti. O concurso premiará as melhores composições relativas à temática.

Grande parte das 12 atuações destacadas no termo de compromisso do PSE contemplam o próprio Projeto Político Pedagógico (PPP), bem como as atividades extracurriculares desenvolvidas pelas escolas. No entanto, para que as ações consigam efeitos satisfatórios, é necessário a presença do profissional de saúde, onde este além de propor maiores informações acerca da temática, enriquecerão o trabalho desenvolvido na comunidade escolar.

Um exemplo é a Saúde Bucal, que é promovida ao longo dos semestres. Informações de combate e prevenção aos vetores (principalmente o Aedes aegypti) também chega às escolas de Tocantinópolis, por meio de campanhas que envolvem tanto as equipes da Unidades Básicas de Saúde, quanto a Coordenação de Vigilância Epidemiológica.

As outras atuações preconizadas estão nas áreas de promoção das práticas corporais, atividade física e lazer nas escolas; prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas; promoção da cultura de paz, cidadania e direitos humanos; prevenção das violências e dos acidentes.

O programa prevê ainda a identificação de alunos com possíveis sinais de agravos de doenças; verificação da situação vacinal; promoção da segurança alimentar e nutricional e da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil. O PSE atua também na promoção da saúde auditiva e identificação de educandos com possíveis sinais de alteração; promoção da saúde ocular e identificação de educandos com possíveis sinais de alteração, além de prevenção de DSTs/AIDS. Todas as ações são desenvolvidas conforme a faixa etária.

Em função das práticas já existentes, as Secretarias Municipais de Saúde e Educação trabalham agora no mapeamento de outras intervenções a serem desenvolvidas e na coleta de informações com educadores e profissionais de saúde, para que as demandas necessárias sejam atendidas e fortalecidas.

Fonte/Fotos: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura

Rádios online