SECRETÁRIO ROBERTO CARLOS REDEFINE CULTURA E ESQUECE O REGIONALISMO EM ESTREITO

SECRETÁRIO ROBERTO CARLOS REDEFINE CULTURA E ESQUECE O REGIONALISMO EM ESTREITO

Onde foram para os eventos culturais? A desculpa que não existe estrutura ou local para a realização de tais eventos não pode ser usado, o atual prefeito Cícero Neco deu vida a cidade neste aspecto. Praças limpas e amplas, quadras cobertas, ruas asfaltas, biblioteca e até um barco recebido como doação; tudo isso deveria ser usado para "nossa" cultura.

Onde foram parar os festivais regionais de musica, de gastronomia? Onde estão os eventos tradicionais como a festa de São João? Porque não temos uma feira onde nossos artistas locais possam expor seus artesanatos ou então um local especifico para esta finalidade? Músicos regionais não são representados somente por "bandas", mas sim nos violeiros, sanfoneiros e cantores que não tem a oportunidade em um evento local ou de maior abrangência que tenha o objetivo de divulgar e valorizar tais talentos? Perguntas que não querem calar e que a maioria por medo ou mesmo comodismo não fazem.

Onde foi parar a cultura da cidade? Estreito realmente esta um "brinco" mas porque então não temos uma identidade própria? Porque temos que amargar um déficit cultural por conta da falta de atitude?

A quadra da vila poderia ter uma feira a cada quinzena, artesanatos e produtos caseiros, valorizando inclusive os sertanejos e pequenos produtores de produtos artesanais. As praças poderiam receber festivais de musica regional e gastronômicas, com pratos prontos, ou até mesmo receber "oficinas", para aprenderem a beneficiar tais produtos locais, como a pesca, transformando isso em pratos com valor agregado, gerando renda e qualificando pessoas.

Trabalhos com produtos reciclados fomentariam a reciclagem e dariam novas ideias para o lixo gerado, poderia ser exposto nas próprias escolas ou locais públicos, onde todos veriam e transformariam isso em rotinas.

Onde estará o barco doado pelo Ceste para o município? Onde está atitude da secretaria de cultura em buscar parcerias com a iniciativa privada para reformar e aparelhar o barco, para assim usar em ações culturais e ou campanhas especificas? Culpar o prefeito é fácil, afinal assim achamos um culpado para tanta incompetência, se a crise existe o papel do secretario é ter ideias e buscar parcerias, não contratar bandas e ou fazer eventos com dinheiro público.

Cícero Neco promoveu a estrutura necessária, resta agora a secretaria de cultura entender o que é cultura, quais são as ações que devem ser realizadas a fim de fomentar a regionalidade. Existem varias perguntas além destas que deveriam ser respondidas, como também ideias e ou recomendações, ninguém precisa estar a frente de uma secretarias para ter ideias e tentar resgatar bons eventos do passado.

Ivoneide por exemplo quando secretária em outras gestões realizava diversos eventos, que independente de política ou gestão, tinham a aprovação da população. Não podemos ignorar pessoas que foram importantes para nosso município, pessoas que fizeram história e contribuíram com nossa sociedade. O secretário Roberto Carlos deveria vestir a sandália da humildade e reconhecer que de cultura sua secretaria não tem vivido.

A população reconhece os eventos realizados com via sacra e carnaval, mas a população  quer eventos que perdurem o ano todo, mostrando o porque todos da secretaria recebem salários.Existe estrutura, salários, funcionários, apoio irrestrito do prefeito, então o que será que falta?

Talvez falte saber e entender o que é cultura e ajudar a atual administração a realizar projetos. Convenhamos, se o prefeito dependesse da avaliação da secretaria de cultura ele estaria com sérios problemas.

Inteligente é aquele que sabe até onde algo é benéfico para seu aprendizado e pode promover uma mudança para o melhor

Rádios online